Produtos

Frutíferas

Eugenia villaenovae / grumixama-açu

Clique na imagem
para ampliar

Frutos arredondados e achatados nos polos, de c. 2,5 cm de diâmetro, com casca lisa e fina, coroados no ápice por 4 sépalas persistentes (ver primeira imagem). Sua polpa é alaranjada e doce (lembrando sabor de mamão), espessa e suculenta, desprendendo-se com facilidade da semente. Inflorescência em fascículos, nas axilas das folhas, as últimas de tamanho muito variável (de 5 a 20 cm de comprimento). A árvore pode atingir até 10 m de altura no habitat natural (2a. foto), porém certamente alcançará um porte bem menor quando cultivada.

Usos: Os frutos são muito saborosos ao natural, e também se mostram próprios para o preparo de sucos, sorvetes e geleias. Constituem excelente fonte de alimento para a avifauna. A árvore é muito rara e exclusiva da Mata Atlântica, e por isso seu plantio deve ser incentivado neste bioma.

Cultivo: Plantar a pleno sol ou a meia sombra, em climas tropicais ou subtropicais. O desenvolvimento das mudas no campo é rápido, desde que bem adubadas.

Origem: Endêmica da Mata Atlântica nos estados do Rio de Janeiro e Espírito Santo, na floresta pluvial e na restinga.

Família: Myrtaceae

Observações: Mais uma introdução de nosso colaborador Idimá Gonçalves, a quem devemos as imagens aqui apresentadas.

  • Produto não disponível no momento
e-jardim © 2008 - Web Designer Guilherme Faria